Meu trabalho como Técnica Agrícola – Juliana Sasso

Colégio Teutônia, há 69 anos fazendo a diferença
21 de julho de 2021
Emater volta à sua sede na segunda-feira
29 de julho de 2021

Meu trabalho como Técnica Agrícola – Juliana Sasso

A Técnica em Agropecuária Juliana Sasso é formada pela Escola Técnica Fundação Bradesco, de Rosário do Sul. No mesmo ano de sua formação, em 2013, foi aprovada em concurso público do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) onde ocupa o cargo de Técnica Orizícola, lotada no 22° Núcleo de Assistência Técnica e Extensão Rural em Rosário do Sul, desde 2014. Ela desenvolve atividades de extensão, como atendimento a produtores da lavoura arrozeira, visita técnica a lavouras, levantamento de dados e informações semanais da safra junto aos produtores, acompanhamento do ciclo das culturas de arroz e soja em rotação.

Além disso, também trabalha no apoio à pesquisa com coleta de amostras de plantas invasoras, sementes, solo, água e demais procedimentos conforme os projetos a serem executados, promove e participa de eventos, roteiros técnicos e dias de de campo, além de outras atividades dentro do plano de trabalho estabelecido pela equipe em cada safra, assim como os demais técnicos extensionistas do Irga. Além da assistência técnica e extensão rural, Juliana também atua como analista de sementes no Laboratório de Análises de Sementes de Rosário do Sul, realizando análises de amostras de sementes de arroz para a Certificação. Em Rosário do Sul, também está localizada a Coordenadoria Regional da Campanha do Irga, onde Juliana auxilia nas atividades administrativas relacionadas aos demais escritórios (NATEs) da Regional junto a Divisão de Assistência Técnica e Extensão Rural do Irga (Dater).

Para Juliana, o trabalho do técnico agrícola é fundamental no setor agropecuário, seja qual for sua área, na produção animal, produção vegetal, gestão rural ou agroindústria. “Há uma vasta demanda de mercado em que se pode atuar, como em instituições públicas, empresas privadas, multinacionais ou mesmo a fim próprio como produtor rural. O profissional desta categoria possui um alto potencial, pois é capacitado para assumir uma diversidade de funções e cargos atribuídos conforme interesse e afinidade de cada um por uma determinada área”, destaca.

Segundo Juliana, a importância da atuação do técnico agrícola para o campo cresce cada vez mais, porém ainda buscam maior reconhecimento e valorização pela categoria, pois conduzem as suas ações com comprometimento, organização e excelência, encarando diversos desafios e limitações ao longo de nossa jornada, sempre com o objetivo de proporcionar uma maior produtividade com sustentabilidade.

Os comentários estão encerrados.