Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) declara o RS estado livre de febre aftosa sem vacinação.

Entrega histórica de tratores às escolas agrícolas
25 de maio de 2021
Sintargs parabeniza a Ascar pelos 66 anos de contribuição à assistência técnica e extensão rural
2 de junho de 2021

Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) declara o RS estado livre de febre aftosa sem vacinação.

Agora é oficial: Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) declara o RS estado livre de febre aftosa sem vacinação.
O Rio Grande do Sul foi oficializado, ontem (27), pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como estado livre de febre aftosa sem vacinação.
Desde março de 2020, a vacinação estava suspensa no Rio Grande do Sul. Último foco da doença foi registrado em 2001 no estado.
De acordo com a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) do RS, a expectativa é de que haja aumento nas exportações da carne gaúcha de cerca de US$ 1,2 bilhão anuais.
A retirada da vacinação contra a febre aftosa representa economia de R$ 214 milhões ao ano para os produtores gaúchos, levando em conta os custos das doses, a logística de distribuição, mão de obra e a perda de peso dos animais por reação à vacina.
A ministra da Agricultura destacou o esforço de todos, técnicos, veterinários, pecuaristas, associações, defesas sanitárias, secretários, governadores, que não mediram esforços, para essa grande conquista.

Os comentários estão encerrados.