SINTARGS busca apoio para demandas da categoria
12 de maio de 2019
Direito do Trabalho, Transformação Digital, Adequação da LGPD e Seus Aspectos Jurídicos.
5 de outubro de 2019

Roca Sales… Uma Piscicultura com História.

Juntas, Agricultura e Emater realizam ações para fortalecer
a piscicultura em Roca Sales

(Foto: Vanessa Paliosa)

A criação de peixes em água doce tem se tornado uma atividade em franco desenvolvimento em todo o Brasil. Este crescimento foi impulsionado pela lucratividade do setor e pela possibilidade de aproveitamento dos grandes recursos hídricos existentes

Esta atividade vem se desenvolvendo desde 1986 no município de Roca Sales, que está localizado no Vale do Taquari, estado do Rio Grande do Sul. Surgiu da necessidade de produção de pescado para a alimentação da família, uma nova alternativa de fonte de renda para o produtor e proporcionar a diversificação na pequena propriedade rural. Partindo do princípio de que a piscicultura permitisse a sustentabilidade da pequena propriedade rural, deu origem ao surgimento do Programa Municipal de Piscicultura.

Com esse programa, desencadeou-se uma série de atividades estratégicas, com o objetivo de divulgar o programa e incentivar o fomento da piscicultura no município. Para implementação deste programa, foi formalizada uma parceria entre Prefeitura Municipal, (através da Secretaria municipal da Agricultura e Obras) e EMATER/RS-ASCAR.

Inicialmente o programa estava com foco apenas para a produção de pescado para o consumo familiar, foram feitas inscrições dos produtores, visitas técnicas, orientações sobre as espécies a serem criadas e outras informações importantes para o sucesso da criação, mas com o grande interesse e a produção crescente também iniciou se a comercialização da produção excedente diretamente do produtor para o consumidor o que denominamos Feira na Taipa que deu um excelente resultado, tanto na satisfação do consumidor quanto no interesse do produtor para buscar novas técnicas de produção.

Posto em prática o Programa Municipal de Piscicultura, trabalho em conjunto entre a Prefeitura Municipal, por intermédio da Secretaria Municipal da Agricultura, Obras e ASCAR-EMATER/RS foi realizado uma ordenação com ações de construção, reforma, ampliação de açudes e monitoramento da qualidade da água através das análises de calagem e adubação.
Em 1988, foi feita a primeira introdução das Carpas Chinesas (Cabeça Grande, Húngara, Prateada e Capim), por serem mais produtivas, sendo que, a partir desta data, a carpa comum foi aos poucos sendo eliminada. O excelente desenvolvimento destas espécies levou a uma rápida popularização e interesse dos produtores no crescimento da atividade.

Em 1992, por necessidade de organização da produção e compra conjunta de equipamentos para melhoria dos trabalhos foi criada a Associação Rocassalense de Piscicultura, com 20 sócios totalizando uma lâmina de água de 15 ha.
Outro trabalho importante foi à queda do tabu sobre o gosto de barro das Carpas, para isso foram feitos cursos de culinárias e jantares a base de peixe para mostrar aos consumidores a qualidade deste produto. Com os resultados obtidos desse programa houve um grande incremento na área alagada, passando de 1,4 há em 1986 para mais de 45 há em 2020, com um aumento de produção de 1.2 t/ano que era para a subsistência dos agricultores familiares para mais de 140 t/ano.

Hoje Roca Sales já possui um Frigorífico de Peixe legalizado em 2012 e temos outro em faze de legalização. Segundo informação do IBGE, Roca Sales é o 14º produtor de Carpas do Brasil, 10º do Rio Grande do Sul e o 1º do Vale do Taquari e já incluímos o peixe na alimentação escolar.

Toda essa atenção a piscicultura transformou Roca Sales em um verdadeiro polo regional quando o assunto é a criação de peixes. Desde 1993 ocorre no município a Fecarpa que visa a valorizar as potencialidades locais no que diz respeito ao policultivo de Carpas. De lá para cá, outras ações, como o programa de construção de açudes, a criação de um sistema integrado de produção de pescado e a assistência técnica permanente – com a participação de cursos, capacitações e outras atividades em Centros de Formação de agricultores – têm contribuído para o fortalecimento da atividade.

Para o desenvolvimento deste trabalho é indispensável a união de todas as forças políticas e entidades do município e tendo a assistência técnica direcionada aos nossos produtores, como também foi de suma importância a inserção da SEAPDER que com os programas de construção de Viveiros para Piscicultura incentivou em muito o desenvolvimento da atividade com a construção de mais de 40 viveiros destinados a produção de peixes.

O atual desafio da piscicultura é crescer através de um programa sustentável, ambientalmente correto e economicamente viável procurando sempre uma justa distribuição das receitas.

Acreditamos que com a Organização e Assistência Técnica tanto no setor produtivo como na comercialização, todas as atividades relacionadas com a agropecuária tendem a ter maior sucesso.

Deoclesio Piccoli Téc. em Agropecuária Emater/RS- ASCAR Roca Sales

4 Comentários

  1. Pretty! This was a really wonderful article. Many thanks
    for supplying these details. asmr 0mniartist

  2. 0mniartist disse:

    Hi, i feel that i noticed you visited my website thus i came to return the favor?.I am trying to find
    issues to enhance my web site!I assume its adequate to
    make use of a few of your ideas!! 0mniartist asmr

  3. You’re so cool! I don’t suppose I’ve read something like that before.
    So great to find somebody with some original thoughts on this
    issue. Seriously.. thank you for starting this up.
    This site is something that is needed on the internet, someone with
    some originality! 0mniartist asmr

  4. tinyurl.com disse:

    Thanks for ones marvelous posting! I seriously enjoyed reading it, you may be a
    great author. I will be sure to bookmark your blog and may come back from now on. I want to
    encourage one to continue your great work, have a nice day!
    0mniartist asmr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *